domingo, 25 de outubro de 2015

Lua de mel: Porto de Galinhas...♥

Olá Meninas, como estamos? Pedir desculpas novamente não vale né? Mas foram diversos motivos e muita correria nos preparativos que  impediram de postar. Hoje volto com um post que já estava programado desde o mês passado!

Voltando a falar um pouco mais da viagem a dois, a lua de mel, tenho uma outra pesquisa para mostrar a vocês. A sugestão de destino hoje é mais um roteiro brasileiro, e realmente é um lugar que eu quero muito conhecer.

Nas praias: Jangada e bugue são os meios de transporte oficiais! -
Nas praias: Jangada e bugue são os meios de transporte oficiais!
 Foto: Christian Knepper


 Eu peguei algumas dicas na Internet (nesse site) e vou passá-las para vocês!

O nome curioso - Porto de Galinhas -, reza a lenda, veio após a abolição da escravatura, quando negros africanos continuavam sendo escravizados clandestinamente. Desviados de Recife, onde havia fiscalização, os negros desembarcavam em uma praia nos arredores, escondidos em engradados de galinhas-d'angola. Os contrabandistas exclamavam: “Tem galinha nova no porto!”. Esta era a senha utilizada e que deu origem ao nome da vila de pescadores. O que os escravos e os contrabandistas não imaginavam era que, um século depois, o paradisíaco cenário de águas verdes, céu turquesa e areias brancas se transformaria em um dos mais badalados balneários do litoral pernambucano, com praias para todos os gostos. 
Localizada no município de Ipojuca, a 70 quilômetros de Recife, Porto de Galinhas é emoldurada por piscinas naturais com águas mornas e transparentes repletas de peixes coloridos e jangadas deslizando de um lado para o outro na maré baixa. Mas tem também praias com ondas fortes, perfeitas para a prática de surf - não é à toa que a praia de Maracaípe é um dos cenários do Campeonato Mundial de Surf, sediando as etapas do mês de outubro. Os esportes náuticos, aliás, vêm ganhando cada vez mais adeptos na região, transformando a praia de Muro Alto em point dos apaixonados por esqui aquático, wakeboard e jet-ski.


  Como ir?

Para quem vai de avião, o aeroporto mais próximo é o de Recife, a 55 quilômetros. Para quem pretende ir de carro Vindo do Norte ou de Recife: acesso pela BR-101 (sentido Litoral Sul, até Cabo de Santo Agostinho), PE-060 (até Ipojuca), PE-038 (até Nossa Senhora do Ó) e PE-009. Vindo do Sul: acesso pela BR-101 (sentido Litoral Norte, até o município de Escada), PE-060 (até Ipojuca), PE-038 (até Nossa Senhora do Ó) e PE-009. E para quem deseja ir de ônibus. A viação Cruzeiro (0800-81-2662 / 81-2101-9000) faz a linha Recife-Porto de Galinhas. Há ponto para embarque de passageiros na saída do aeroporto de Recife. A vila, com ruas estreitas, é para ser curtida a pé. Para conhecer as praias e as piscinas naturais, faça passeios de bugue e de jangada. Quem ficar hospedado longe do centro deve optar pelo aluguel de bugue para circular pela região


 Quando ir?
 
A alta temporada vai de se setembro a abril. Nos meses de verão, a oferta de passeios é maior, assim como o movimento nas praias, na vila e nas piscinas naturais. Já na baixa temporada, de maio a agosto, as chuvas são intensas, entretanto, as temperaturas continuam bem altas e é possível conseguir bons descontos na hospedagem e na alimentação. 



  Onde ficar?

As opções são diversas, desde pousadas, com preços mais baixos a risorts e hotéis  Bangalô com vista para o Mar que oferece banheiro privativo, TV a cabo, telefone, cofre e frigobar.

Seguem algumas opções de hospedagem, selecionadas:

  Hotel Village de Porto de galinhas
  Paradise Beach Class Resort Muro Alto 
  Oásis do Sol
  Suítes Veneza
 Pousada Chalé Hisbiscus


  O que comer?

Os pratos à base de frutos do mar dominam os cardápios em Porto de Galinhas. Do simples peixe frito na beira da praia a uma sofisticada lagosta na manteiga, há opções para todos os gostos nos restaurantes locais. No concorrido Beijupirá, a combinação de pescados com frutas da região leva às mesas pratos como peixe ao molho de pitanga e camarão com manga grelhada. A cozinha regional também está presente – a galinha de cabidela do restaurante da Natália é considerada uma das mais saborosas do país.


  Atrativos culturais

  • Igreja do Outeiro

A 137 metros acima do nível do mar, exibe um dos mais belos cenários da região, com vista que vai do Cabo de Santo Agostinho ao Cabo de Santo Aleixo.

Igreja do Outeiro

  • Engenho Gaipió

O casarão de 1863 apresenta exposição de mobílias, imagens, louças, cristais e objetos de decoração originais.

Engenho Gaipió


  • Projeto Hippocampus

O espaço, que visa a proteção e preservação do cavalo-marinho, tem sede na vila. Pequeno, dispõe de apenas uma sala onde estão os aquários com os cavalos-marinhos de várias cores e tamanhos, além de moréias, peixes-palhaço, camarões e lagostas. Monitores no local dão informações sobre as espécies. Recomendado para quem viaja com crianças. 

 Projeto Hippocampus

  • Igreja e convento  de Santo Cristo

Um dos mais antigos conventos do Brasil, o Convento de Santo Cristo foi fundado em 1606. Ao lado fica a Igreja de mesmo nome, erguida em 1663 e que guarda a imagem de Santo Cristo de Ipojuca.



Tranquilidade, muita natureza e paz! As fotos do lugar transmitem uma sensação de sossego ímpar...! Vamos conferir?

Passeio de bugue
Passeio de bugue


Maré subindo...
Passeio de jangada





Maré subindo...
Praias maravilhosas

Maré subindo...
Piscinas naturais
Maré subindo...
Beleza marinha


 É isso... Espero que tenham gostado da dica! Bom início de semana, voltarei em breve!


Beijos, Nandynha  

2 comentários:

  1. Que delícia Porto de Galinhas...estou na fase de escolher destinos para minha lua der mel...esta é uma boa opção!!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Sou louca pra conhecer, e como marido nasceu ali do ladinho, em Recife, tb é doido pra passear por lá
    Quem sabe um dia!

    Bjus
    Taty

    ResponderEliminar

Obrigada pela visita, deixe seu comentário e volte sempre!